Seguidores

segunda-feira, 11 de julho de 2016

ROADIE METAL - VOL.7



               E a coletânea ROADIE METAL chega ao seu sétimo volume. E apesar de todas as dificuldades, a Roadie Metal, na pessoa de um dos batalhadores do underground nacional, o brother Gleison Júnior, segue firme e forte, com seu intuito de divulgar grandes bandas do nosso underground, fazendo chegar a nação headbanger muitas bandas que não são ainda tão conhecidas no meio. De forma gratuita, nunca é demais ressaltar. Um trabalho de qualidade, duplo, com um encarte trazendo informações de todas as bandas participantes. E, não é nenhuma pretensão dizer que a coletânea é hoje, um dos principais projetos de divulgação do nosso underground!

               Desta vez, o trabalho traz nada mais nada menos do que 35 bandas que mantém um alto nível de qualidade. Claro que, por se tratar de uma compilação, algumas vezes a produção entre uma e outra faixa acaba tendo diferença, mas nada que possa vir a causar algum demérito ao cd. Como dito anteriormente, as bandas estão divididas em dois cds, sendo que temos 17 no primeiro e 8 no segundo. E na minha opinião, este é o melhor volume da coletânea (não desmerecendo os anteriores), pois os estilos estão muito bem distribuídos e de forma que prendem o ouvinte.

               Mesmo tendo uma regularidade entre as bandas, algumas acabam se destacando. E uma das coisas bacanas aqui e que sempre, além de bandas até certo ponto desconhecidas ou iniciantes, temos também bandas já conhecidas e de renome na cena. E isto mostra o nivelamento do nosso cenário de forma positiva.
           
               No primeiro cd, podemos destacar alguns nomes. Assim temos o grupo carioca SYREN, que pratica um heavy metal atual, numa linha da carreira solo de Bruce Dickinson, os paulistas do TROPA DE SHOCK e seu metal tradicional, os também paulistas do VÁLVERA com seu rock/heavy metal cantado em português, os catarinenses do HERYN DAE que praticam um heavy com características bem anos 80, o rock vigoroso dos paulistas do OVERHEAD, os baianos do BLESSED IN FIRE e seu power metal, o metal/hardcore dos cariocas do S.I.F., o metal moderno do cearense GRAVIS eo guitarrista carioca EDUARDO LIRA.

               No segundo cd, temos o grande VOODOOPRIEST, que dispensa apresentações, o thrash muito bem executado pelos cariocas do MONSTRACTOR, os também cariocas do FORKILL que também praticam um thrash agressivo, os paulistas do KRYOUR e seu death melódico com influências de metalcore, o death metal brutal dos cariocas do HANDSAW, a mistura de thrash/death/hardcore dos paulistas do DYING SILENCE, os mineiros do DEMOLITION e seu crossover na linha Suicidal Tendencies, o eficiente thrash dos também mineiros do DEADLINESS, o metal bem trabalhado dos sul matogressenses do HELLMOTZ, o rock "inclassificável" dos paulistas da MELANIE KLAIN, a pancadaria thrash/hardcore dos paulistas da DIOXINA, e a mistura interessante entre o thrash, o tradicional e um pouco de black metal dos gaúchos da SOUTH HAMMER (pena  aprodução não ajudar muito).

               Mais uma vez, é importante saudar esse projeto, seja pela forma gratuita de  distribuição seja pela divulgação do nosso underground, ou seja pela "simples" paixão pelo que se faz. Que muitas mais edições dessa fundamental coletânea possam vir pela frente trazendo o que de melhor o cenário do metal (e de seus subestilos) tem a oferecer. Longa vida á ROADIE METAL!




              Sergiomar Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário